.:: Hotéis e Pousadas
 Ordem Alfabética
 Por Bairros e Distritos
 Por tarifas
 Locais para convenções
 .:: Pacotes
 Carnaval 2017
 .:: Saúde & Beleza
 Beleza e Estética e Spa
 Hospitais e Clinicas
 .:: Imóveis
 Casa de Temporada
 Imobiliárias
 Vendas
 Pousada Venda
 .:: Gastronomia
 Delicatessen e Adegas
 Restaurantes e Pizzarias
 .:: O que fazer?
 Bares
 Lazer & Aventura
 Compras
 Galerias de Arte
 Vila Antiga
 .:: Turismo
 Ecoturismo
 Eventos
 Fotos
 Historia
 Turismo Cultural
 Turismo Histórico
 Videos
 .:: Serviços & Utilidades
 Como Chegar
 Mapa
 Taxi e Transfer
 Músicos & Shows
 Hotel para animais
 .:: FALE CONOSCO
 Contato
  .:: Notícias
 


A seresta arrasta para Conservatória mais de um milhar de pessoas todos os finais de semana. É gente do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e de estados e cidades mais distantes, que vão ali cantar e ouvir cantar, se divertir, mas também derramar lágrimas de emoção pelas pedras de pé de moleque das calçadas por onde os aristocratas da serenata avançam lentamente envoltos por um sentimento que mistura música, paixão e saudade.

Com apenas 5 mil habitantes, sem problemas de desemprego, miséria e violência, a apenas 143 km do Rio de Janeiro, Conservatória, pouco difere do pequeno burgo, que em 1886 recebeu a visita de D. Pedro e ainda guarda a locomotiva 206, a última a chegar à antiga estação, inaugurada pelo Imperador. Tombada como patrimônio histórico nacional, a vila se firmou no Brasil como a capital da seresta, graças à persistência, luta e paixão e dos irmãos Joubert e José Borges de Freitas, que há 50 anos ininterruptos arrastam a cada final de semana centenas de pessoas pelas velhas calçadas, cantando as belas poesias das músicas imortalizadas dos grandes e pequenos seresteiros.

Os violões dos seresteiros soltam acordes, que inundam os corações de sentimento e saudade. A voz quente, afinada de Iracema musica poesias que exacerbam a paixão e comovem os mais sensíveis, que se abrigam no Bar Dom Beto, para se deliciar com as mais belas canções brasileiras, entre um copo de vinho e outro de emoção. Ali perto, outros lotam o pequeno e aconchegante Museu da Seresta, que existe graças à teimosia e amor desses amantes da música romântica. que se plantam na calçada da Rua das Flores, formando um coral afinado na Boemia, que “Ronda” Conservatória, envolvendo-a com o perfume das Rosas (que) não falam mas nos deixam aquecem a alma.

Antiga reserva dos “elegantes e desembaraçados” índios Araris, dizimados pelos desbravadores colonialistas, de acordo com o naturalista Saint Adolph, a região era conhecida como “Conservatório dos índios”, um lugar protegido por montanhas, com um clima excepcional, onde eles se recolhiam para se recuperar das doenças que vitimavam as tribos. Em escavações realizadas em vários locais da região foram encontradas ossadas e artefactos e cerâmica comprovando relatos datados de 1789.

O clima propício de Conservatória - que já se chamou Santo Antônio do Rio Bonito, em homenagem ao padroeiro da vila e ao rio que banha a região, mas que a população nunca assimilou – para a cultura do café, com o emprego de escravos, levou a prosperidade e riqueza e o surgimento de grandes fazendas com belíssimas construções estilo colonial, onde algumas delas ainda existem telhas fabricadas na época nas coxas das escravas. Na cidade, a maioria das casas são centenárias e as calçadas, com pedra pé de moleque das ruas, principais são da época da construção da vila.

Conservatória mantém também conservados diversos monumentos, como a Ponte dos Arcos – construída para permitir a passagem de um dos trechos da antiga Rede Mineira de Viação Conservatória-Santa Isabel do Rio Preto e dali até Santa Rita de Jacutinga, em Minas Gerais, exemplo histórico da engenharia da época, com traços perfeitos e utilização de óleo de baleia na liga das pedras, o Túnel que Chora, de 100 metros de extensão, assim conhecido por conta das gotas vindas da nascente existente sobre ele e em função de uma das canções de amor por Conservatória, composta por José Borges: “... dizem que é de saudade que o túnel vive chorando...”, mas que me atrevo a lembrar que essas lágrimas podem significar o sofrimento dos escravos que escavaram o túnel, para que uma Maria Fumaça pudesse por ele passar, encurtando o caminho.

A beleza do lugar, marcada por surpreendentes panoramas, como os desfrutados da serra da Beleza, local envolto em misticismo e muito visitado por esotéricos e ufólogos, que buscam nas noites estreladas provas de suas teorias. Luzes misteriosas, que intrigam visitantes e moradores, surgem inúmeras vezes circulando no vale – motivo para a visita de estudiosos do segmento e curiosos. A serra possui os dois picos mais altos da região: o do Cavalo Ruço, com 1.296 m e o do Pires, com 1.300 m, deles se vislumbra a Serra da Mantiqueira, montanhas de Minas Gerais e ainda as Agulhas Negras e Itatiaia.

Ali, não faltam cachoeiras, entre elas a do Véu da Noiva, que permite sua descida por cordas, e bonitos locais para passeios e a prática de traking, montain bike e caminhadas pelas matas, acompanhadas por guias especializados. Entre as relíquias históricas de Conservatória, está a Igreja de Santo Antônio, construída em cantaria – pedra grande lavrada – cuja construção, iniciada em 1850 só terminou 40 anos mais tarde. Suas paredes de pedra sobre pedra, tem de 1,5 m de espessura. O templo guarda em seu museu peças do Brasil Colônia e um pedaço da pele de Santo Antônio, vindo de Portugal, o único existente no nosso País.

As fazendas, algumas abandonadas, mas com os seus casarões preservados, são outra atração turística de Conservatória. As mais famosas, são as Fazendas São Fernando a maior e totalmente restaurada -, Santa Clara, que produz café há 217 anos. Mas Conservatória conta com duas outras fazendas, modernas, a cinco minutos da vila, onde é garantida hospedagem de alto padrão: o Hotel Fazenda Vilarejo e o Hotel fazenda Acalanto do Vilarejo, do empresário João Batista de Melo, responsável pelo desenvolvimento da região como destino turístico.


Arnaldo Moreira
Publicado no Recanto das Letras em 26/02/2007

Voltar



 .:: Publicidade

 .:: Apoio


Hotéis, Pousadas e Hoteis fazenda em Conservatoria por ordem alfabética
Hotéis, Pousadas e Hoteis fazenda em Conservatoria por Bairros
Hotéis, Pousadas e Hoteis fazenda em Conservatoria por tarifas
Hotel e Pousada para convençõesHotel e Pousada pacotes
Concervatória Com Br • O melhor conteúdo Conservatoria mg

© 2004-2008 Todos os direitos reservados • Desenvolvido por EComputer